domingo, 11 de março de 2018

Tricolor vence fora de casa e mantém liderança no hexagonal.




O Itabaiana mais uma vez derrotou um dos seus maiores rivais na casa do adversário.

Valendo pela segunda rodada do hexagonal final do campeonato sergipano, o Tricolor da Serra, com gols de Diego Bispo e Juninho, venceu a equipe do Lagarto e se isolou ainda mais na liderança da fase semifinal do "sergipinho" 2018.


Nesta fase, serão apenas cinco jogos de ida e, as as duas equipes que mais pontuarem, decidirão a competição em dois jogos de ida e volta.

Com a vitória de ontem, o Tremendão alcançou os seis pontos e matematicamente, precisará de mais quatro ou cinco para garantir uma das vagas para a final.


Apesar de não ter sido um primor de jogo de futebol, o que valeu mesmo foi o comprometimento e a determinação dos jogadores, adjetivos que culminaram em mais um resultado extremamente positivo.


Parabéns a cada um dos funcionários do clube e sobretudo, aos jogadores pela mudança decisiva de postura dentro de campo.


Vale destacar a grande partida do lateral esquerdo Juninho. O jogador, ao lado do goleiro Weide Andrade, são os únicos que participaram de todos os jogos desta temporada, incluindo aí os amistosos.





Para premiar a regularidade, Juninho foi o autor do segundo gol tricolor.


Outro aspecto bastante positivo foi a participação do torcedor tricolor que, mesmo enfrentando um sol de +40º , em momento algum deixou de apoiar a sua equipe.








O Itabaiana jogou e venceu com:

Weide Andrade, Gustavo, Diego Bispo (C), Ramon (Hugo) e Juninho; Mika, Eduardo, Ratinho e Branco (Igor); Anderson Grafite (Douglas) e Paulinho Macaíba.





O Itabaiana retoma sua rotina de trabalho na tarde dessa segunda-feira visando seu próximo compromisso contra o Olímpico, válido pela terceira rodada do hexagonal.


A presença maciça do torcedor no próximo domingo é indispensável. Não há justificativa nenhuma para não lotar o Mendonção contra o Olímpico.


Veja mais alguns momentos do jogo:
























domingo, 4 de fevereiro de 2018

Ponto eletrônico causa tumulto e decide jogo em Frei Paulo.





Que a partida entre Frei Paulistano e Itabaiana foi fraquíssima do ponto de vista técnico, isto ninguém pode negar, entretanto, as maiores emoções ficaram por conta da marcação de um pênalti a favor do Itabaiana na metade da segunda etapa.

O árbitro Marcel Filipe Martins estava a menos de um metro do polêmico lance e apitou convicto para a marca da cal. Pronto! Início de tumulto no estádio "Titão". Cartões amarelos pra cá, vermelho pra lá e, após onze minutos de muita contenda e paralização do jogo, o jovem árbitro que até então fazia um ótimo trabalho, recebeu, não se sabe de onde, uma voz misteriosa e parcial, onde berrava no seu ponto eletrônico "não foi pênalti, não foi pênalti". Pergunto: o regulamento da competição prevê árbitro de vídeo? E se o pênalti fosse marcado para outras equipes, o ponto eletrônico anularia a marcação do árbitro?


Marcel Filipe Martins




Esta ordem do além acabara por macular a arbitragem do jovem juiz. A indignação mudou de lado. O Frei Paulistano que há onze minutos atacou o árbitro com impropérios, aplaudiu, enquanto que a torcida, comissão técnica e alguns jogadores do Itabaiana não entenderam quem anulou a penalidade máxima.


Quando digo alguns jogadores ficaram indignados, é que observei muito bem alguns poucos jogadores do Tricolor da Serra inconformados. Vi bem o zagueiro Diego Bispo profundamente revoltado com a ingerência que mudou a história do jogo. A maioria parecia indiferente à possibilidade de converter o pênalti, marcar mais três pontos e manter a liderança isolada da competição.


Diego Bispo



A partida foi reiniciada e o Itabaiana ainda conseguiu criar duas chances reais de gol que foram incompetentemente desperdiçadas.


Ao apito final e o insípido resultado de 0x0, o quarteto de arbitragem saiu vaiado, envergonhado e mudo diante da negativa de revelar quem decidiu o jogo fora de campo.


O destaque dentro de campo ficou por conta do meia Ratinho. Embora num gramado muito irregular, o jogador não se omitiu e buscou o jogo o tempo todo.


Com mais essa lambança, que já teve WxO na primeira rodada, cessão de mando de campo e jogo adiado, o campeonato sergipano de futebol "profissional" de 2018, já entra na estatística de um dos piores da história. 

Me remeto aos idos de 70 e 80 para aguardar o que ainda deverá acontecer em termos de ingerência e favorecimentos extra campo.


Outro fato negativo é a sequencia de contusões nas hostes tricolores. Ontem fora a vez do zagueiro Ramon e do volante Zé Vitor. Com esses dois, agora já são dez no departamento médico, quase uma equipe inteira.


Ramon



O técnico Gilberto Pereira utilizou os seguintes jogadores:

Weide Andrade, Léo Lima, Diego Neves, Ramon (Hugo) e Juninho; Zé Vitor (Diego Lomba), Eduardo, Ratinho e Branco (Danielzinho); Anderson Grafite e Paulinho Macaíba.






O Itabaiana chegou aos onze pontos e continua invicto na competição. A equipe volta aos trabalhos na manhã da próxima terça-feira para enfrentar na quarta-feira de cinzas (14-02) a equipe da Amadense em Tobias Barreto às 15h45.


Acompanhe outras imagens:

Léo Lima







segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Tricolor vence o segundo clássico e assume liderança isolada.




Em partida eletrizante na tarde de ontem, o Itabaiana, diante de sua torcida, derrotou o seu mais tradicional adversário, o Club Sportivo Sergipe e, assumiu de forma isolada a liderança do Sergipão 2018.

Com o resultado, o Tricolor da Serra chegou aos dez pontos em quatro jogos e mantém uma invencibilidade de oito jogos nesta temporada.

O gol:

Por volta dos vinte e dois minutos da segunda etapa, num contra-ataque rápido puxado por Léo Lima, a bola chegou aos pés do jovem itabaianense Branco que, percebeu a penetração do experiente artilheiro Paulinho Macaíba; este recebeu a bola e, na saída do goleiro, teve tranquilidade e categoria para colocá-la no fundo das redes. Gol do Itabaiana que valeu a vitória no clássico e a liderança na competição.


 Após sofrer o gol, a boa equipe do Sergipe tentou de todas as formas chegar ao empate, mas fora impedida pela excelente atuação do goleiro Weide Andrade, que por sinal, vem a cada dia ganhando o reconhecimento e a confiança do torcedor serrano.





O fato negativo do jogo para o Itabaiana foi a saída por lesão muscular do volante Mika, que vem sendo fundamental no meio campo tricolor.



O técnico Gilberto Pereira utilizou os seguintes jogadores:

Weide Andrade, Ícaro, Diego Bispo, Ramon e Juninho; Mika (Zé Victor), Eduardo, Léo Lima e Branco (Ratinho); Genildo (Paulinho Macaíba) e Danielzinho.





Passado esse momento de euforia, a equipe do Itabaiana volta todas as suas atenções à Copa do Brasil. O time sergipano enfrentará na próxima quarta-feira às 20h30 no seu estádio, o Joinvile de Santa Catarina, e apenas um resultado serve para seguir adiante na competição e reforçar suas finanças, a vitória.


A equipe que avançar para a segunda fase da referida Copa, receberá mais R$ 600.000,00 além dos R$ 500.000,00 já assegurados pela participação.


Acompanhe algumas imagens do jogo:









Já a equipe sub-19 acabou por conhecer sua segunda derrota. Embora tenham feito um bom primeiro tempo, os garotos tricolores não suportaram a superioridade do Sergipe e foram derrotados na segunda etapa pelo placar de 3x0, com dois gols de pênalti.






sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Sergipão 2018: Tricolor vence de novo e pula para a vice liderança.





O Itabaiana venceu mais uma e alcançou os sete pontos em três rodadas pelo Sergipão 2018. Agora já são sete jogos sem derrota e apenas um gol sofrido na temporada 2018.


Por motivos de contusões, o técnico Gilberto Pereira teve que mexer mais uma vez na equipe titular que enfrentou a Socorrense ontem na Arena Batistão em Aracaju.


O Itabaiana manteve durante todo o tempo a maior posse de bola e poderia ter vencido por um placar muito mais dilatado que os 2x0; embora, o goleiro Weide Andrade tenha feito duas defesas incríveis na segunda etapa, o Tricolor teve maturidade para administrar bem o resultado.

O primeiro gol fora marcado por Genildo após excelente triangulação entre Eduardo, Branco e Juninho. Na segunda etapa, o volante Mika fez uma belíssima assistência a Paulinho Macaíba que, partiu em direção ao gol e acabou sendo derrubado dentro da área. Pênalti que Salatiel converteu com extrema categoria.


A equipe ainda não sabe se poderá contar com o atacante Douglas para o clássico de domingo contra o líder Sergipe, no entanto, Moisés deve voltar a ser relacionado após lesão muscular e, a supervisão do clube trabalha para colocar o atacante Renato Maceió e o meia Ratinho à disposição do técnico serrano.


Gilberto Pereira utilizou os seguintes jogadores:

Weide Andrade, Ícaro, Diego Bispo, Ramon e Juninho; Mika, Eduardo, Alex Gallo (Bida) e Branco (Salatiel); Genildo e Danielzinho (Paulinho Macaíba).





Acompanhe algumas imagens do jogo: