terça-feira, 23 de novembro de 2010

"Categorias de base não levam a lugar nenhum".


O ex-proprietário da Associação Olímpica de Itabaiana, Sr. José Queiroz da Costa, em sua emissora (Rádio Princesa da Serra) fez um comentário no mínimo imbecil, disse ele que, trabalhar as categorias de base é burrice e não leva a lugar algum.Disse também desconhecer um clube sequer, que esse trabalho deu certo.Ou José Queiroz é profundamente desinformado ou quer "fritar" a atual diretoria do Itabaiana.
Só para ilustrar, é através da garotada, que equipes com o Vitória/BA, Corinthians/AL e Porto/PE hoje são considerados ícones nas negociações de jovens atletas para o exterior, um a atividade altamente rentável e que dá sustenção a equipe profissional.Fora a parte financeira, devemos destacar também o trabalho social, trabalho este que o Sr. José Queiroz, quando deputado federal e parlamentar constituinte, dedicou uma atenção especial e agora se mostra contrário.São por essas e outras que o Itabaiana está onde está.
É brincadeira!

3 comentários:

  1. esse cara tá de brincadeira vey!!!!
    O que podemos fazer é ignorar essas pessoas que acham que sabem de alguma coisa quando na verdade num sabe de nada!!!!
    É BRINCADEIRA RAPAZ!!!!

    ResponderExcluir
  2. Com todo respeito que tenho pelo ex-presidente do ITABAIANA, o Sr. José Queiroz da Costa, o futebol para ele passou a anos luz. O futebol de base não é praticado apenas no Brasil, mais principalmente no exterior. O custo da formação, é muito mais em conta que uma equipe de aluguel, praticado pela maioria dos clubes de menor expressão do futebol brasileiro. Um simples exemplo que posso dar, é um dos clube falado por você, o Corinhtians Alagoano. Para se ter uma idéia, ele teria o direito de participar da serie D, e se negou, pois é uma competição deficitária. Eles investem, exclusivamente, no futebol de formação e a base da equipe profissional é 90% oriunda destas categorias. Ou seja, não se pensa apenas em vender o jogador, mais também, em formar o mesmo para se dar padrão a equipe profissional. Leve em conta a formação de uma equipe profissional, em média possui 30 atletas, numa equipe que trabalha os categorias de base, possui algo em torno de 20 formados no clube. Imagine então, vc pagar apenas pela contratação de apenas 10 atletas. E olhe que o CORINTHIANS Alagoano á quantidade de jogadores vindos do Sub-20 é ainda maior. Futebol é coisa séria, não se pode mais perder tempo, com tais comentários. Parabéns a atual diretoria do Tricolor, que começou a desenvolver um trabalho sério na formação, só falta agora dar continuidade, inclusive com as futuras contratações da comissão técnica, que valorize os atletas oriundos do juniores e juvenil. Entre 3 e 5 anos anos, o ITABAIANA será uma referência no futebol nordestino e uma potência no futebol sergipano.

    Saudações Tricolores,


    Laerte de Menezes
    www.fairplayct.com.br

    ResponderExcluir
  3. Só vou postar uma coisa pra esse cara:Procure saber como está a excelente campanha das categorias de base do tricolor da serra no campeonato sergipano sub 15 e sub 17 que tem nos elencos jogadores de auto nível,que certamente com a continuação desse excelente trabalho da diretoria e da comissão técnica,se tornarão grandes jogadores não só do futebol sergipano, como nacional ou até mesmo mundial com um pouco mais de apoio e sem dar importância a essas pessoas que falam muita besteira!!!!
    Estamos rumo aos títulos do sub17 e do sub15 pra justamente essas pessoas olharem com mais respeito para as CATEGORIAS DE BASE!!!!

    VAMOS LÁ GAROTADA!!!

    ResponderExcluir

A sua opinião é livre.