quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Extra! "Fui contratado por um dirigente de outro clube"



A declaração do meia Edu Chiquita ao diretor de futebol do Itabaiana Adailton Sousa, caiu como uma bomba no meio do futebol sergipano: "Eu e outros companheiros fomos contactados para deixar o Itabaiana na mão. Recebi uma proposta irrecusável. Quem acertou a minha saída do Itabaiana, foi um dirigente de outra equipe".

Em tom de decepção, o diretor de futebol Adailton Sousa revelou a este blog que um tal "aprendiz" de dirigente do futebol aqui do Estado, trabalhou incansavelmente para desmontar o Itabaiana durante o campeonato sergipano. Tentou por várias vezes ele mesmo e por meio de intermediários, aliciar os principais jogadores do atual campeão sergipano, sem êxito.

Apenas o meia Edu Chiquita, um jogador bastante experiente, caiu no "conto da vigário" e deixou o Itabaiana com a promessa de um contrato duradouro e bastante rentável no Remo do Pará, totalmente fora da realidade financeira do futebol sergipano. " Me prometeram uma coisa e foi outra completamente diferente, me arrependo até hoje de ter deixado o Itabaiana", disse Edu.

Sem o sucesso esperado no "Sergipão", esse mesmo "aprendiz" de dirigente, fez outra investida na série "D". Interceptou algumas contratações do Itabaiana e as intermediou para outra equipe nordestina, se bem que de certa forma, o tal dirigente, indiretamente fez um favor ao Itabaiana. Acho até que "ele" deveria ter indicado mais alguns, haja vista a enxurrada de contratações equivocadas para o campeonato da série "D".

Até quando teremos que conviver com práticas como esta no nosso pobre futebol? Tem um trecho de uma musica do pop star brasileiro Lulu Santos que traduz o sentimento de gente com a estirpe desse cidadão perdedor:
" ... gente, não é normal o que pinta de urubu, gente querendo mal, louca pra lançar vudu;
  gente esquisita, geralmente incompetente, fica pelos cantos, fala mal de todo mundo,
  eu quero distância, vê se sai de mim..."

Ontem à noite, fui aconselhado a não trazer à tona esse caso, pois poderia me trazer prejuízo, inclusive físico. Por enquanto não iremos divulgar o nome do dirigente por uma questão de segurança. Assim que estivermos com o áudio da entrevista de Edu Chiquita, tudo será exposto mais explicitamente.

"Vai trabalhar rapaz; esqueça o Itabaiana", finalizou Adailton Sousa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua opinião é livre.