terça-feira, 11 de junho de 2013

Depois do Vice Presidente, Supervisor pode deixar o Itabaiana.



A perspectiva de perder o principal patrocinador do Clube tem tirado o sono dos dirigentes do Itabaiana. Segundo informações de pessoas próximas ao empresário, devido às participações pífias nas últimas três competições (Brasileiro série D, Copa do Nordeste e Campeonato Sergipano), a imagem do Tricolor da Serra ficou muito desgastada, fato que gerou toda essa insatisfação.
Além de problemas jurídicos, frutos do excesso de confiança em determinados profissionais na confecção de contratos mal elaborados, o presidente Edivaldo Lima, juntamente com o diretor financeiro Andrey Moura, terá que ter muita habilidade para convencer aos patrocinadores que a Associação Olímpica de Itabaiana é um patrimônio do Município e como tal, precisa do apoio e da união de todos.
Apesar das informações serem cada vez mais escassas, por enquanto, o que se sabe mesmo é da provável contratação do cronista esportivo Marcelino Cunha como gerente de futebol. Inclusive, sobre isto, Edivaldo Lima terá que descascar um abacaxi gigante, pois, o supervisor da equipe Gilberto Nunes, funcionário do Clube a pelo menos uns 20 anos, diz abertamente que prefere deixar o Clube a trabalhar com Marcelino, que por sua vez, diz não ter problema nenhum em trabalhar com ele: “fui convidado pelo presidente Edivaldo Lima, portanto, só a ele eu devo a prestação de contas do meu trabalho. Cada um tem que fazer sua parte em prol de um objetivo comum, que é o sucesso da Olímpica de Itabaiana. Somos todos, peças de uma mesma engrenagem; precisamos uns dos outros. Nunca tive e não tenho problema nenhum com Gilberto. O fato de ele externar esse sentimento em relação a minha pessoa, não muda em nada o meu foco principal que é ajudar da melhor forma possível na construção de um Itabaiana mais organizado, forte e competitivo”, finalizou Marcelino Cunha.
No momento, as atividades no Tremendão se resumem no retorno das obras do CT Tricolor. Recursos oriundos das subvenções adquiridas pela diretoria atual junto a diversos Deputados Estaduais. Sobre as obras inacabadas do CT Tricolor, abordaremos este tema em outro momento.
Enquanto esses e outros imbróglios deverão ser sanados pela atual direção, o torcedor aguarda a apresentação do grupo que iniciará a preparação para a disputa da Copa São Paulo de Juniores em janeiro do ano que vem. A priori, os treinamentos estão marcados para a segunda quinzena de junho, sob a égide do técnico Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua opinião é livre.