sábado, 28 de dezembro de 2013

Futsal: Chapa de situação não decola e pode haver mudanças.



Como a chapa de situação composta pelo empresário de material esportivo Henrique e o atual diretor da comissão de arbitragem Elito Gomes à sucessão na FSFS (Federação Sergipana de Futsal) não conseguiu a adesão imaginada, o atual presidente Dr. Manoel Cruz já avalia uma possível alteração. 

O nome do técnico Wilson Mendonça volta à baila, agora como candidato situacionista. Digo agora, porque o próprio "Galego" revelou a este blog, seu desejo de concorrer à presidência da instituição como o nome principal da oposição. Não se sabe o que fez o técnico do Real Moitense mudar de opinião.
Sabe-se que o Galego goza da amizade do vice-presidente da CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) Dr. Renan Tavares, que por sua vez, goza de muito prestígio e respeito junto a Manoel Cruz,  e isto pode ser um fator decisivo para a alteração preconizada.

Correndo por fora, a chapa de oposição encabeçada pelo jornalista e desportista Fábio Teles e pelo árbitro Vanilson Rezende, diz ter a adesão de pelo menos 65% das equipes com direito a voto. 
Segundo os oposicionistas, o futsal sergipano está à beira da falência total e, eles se colocam como o vetor de processar as mudanças necessárias e urgentes. Dizem também estar enfrentando muitos obstáculos para registrar a chapa, obstáculos estes impostos pela própria FSFS.

Ainda teremos muitos capítulos dessa novela. O que não pode mesmo é o interesse pessoal sobrepujar o interesse coletivo, ou seja, o interesse de fomentar o futsal sergipano. Estamos de olho!

Um comentário:

  1. Beto sempre que entro na internet sempre sigo seu blog vc ta de parabéns,olhe Beto o futsal deve muito a esse cara chamado Fábio Teles ele q inventou a copa Tv Sergipe lançou também a copa viva esporte sub 20 q foi o maior sucesso na época e merece uma oportunidade pq essa federação já está defasada ta igual a federação sergipana de futebol temos q mudar botar gente nova esses caras já ta utrapaçado espero q mude o pensamento se não ficaremos na mesma.

    ResponderExcluir

A sua opinião é livre.