segunda-feira, 1 de junho de 2015

Paraná Clube é condenado a pagar cerca de R$ 600.000,00 ao Itabaiana.




Entenda o caso:

O pivô de toda esta história é o jovem atacante Yan Phillipe, jogador que foi revelado pelo Itabaiana.

O jogador Yan Phillipe é oriundo do estado de Rondônia, de onde teria vindo em meados de 2013 tentar a sorte na equipe sergipana.

Em 2014, o jogador teve uma ascensão muito grande, inclusive foi o artilheiro da competição estadual na categoria sub-19, que culminou com o título por antecipação do Tricolor da Serra.
No mesmo ano, a diretoria do Itabaiana, através do Gerente de Futebol Leandro Brandão, contactou o Grêmio de Football Portoalegrense e, preparou tudo para a transferência do jogador.

Pois bem, já de posse das passagens aéreas para o dia combinado da apresentração de Yan ao Grêmio, o Itabaiana foi surpreendido com a informação de que o jogador deixara a equipe sem comunicar nada e que não mais desejava seguir à Porto Alegre.

Nesse íntere, o jogador e seu procurador, entraram com pedido de rescisão contratual com a equipe sergipana alegando atrasos nos pagamentos de salários.
O caso foi julgado procedente em favor de Yan, entretanto, como o jogador foi o solicitante da quebra de contrato, o mesmo estaria impedido de assinar qualquer vínculo com outra equipe no período de trinta meses, a contar da sentença.

Não foi o que aconteceu. Para espanto do Assessor Jurídico do Itabaiana, Dr. Amilton Gomes, o jogador imediatamente a decisão judicial que o desvinculou do Itabaiana, ignorou a proibição e assinou um novo contrato com a equipe do Paraná Clube do estado do Paraná.


O Itabaiana sabedor disso, ingressou com uma ação de danos contra a equipe paranaense e contra o jogador Yan. 
A nova equipe do jogador, acreditando na impunidade, não deu a atenção devida ao caso e ignorou as diversas tentativas da justiça em comunicá-la sobre as audiências e o andamento do processo.


Esta semana, o Tribunal Regional do Trabalho - 20ª Região Sergipe , proferiu a sentença onde o Paraná Clube, solidariamente com o jogador Yan Phillipe, terá que pagar a quantia de R$ 600.000,00 (Seiscentos mil reais), R$ 300.000,00 pelo descumprimento do prazo da assinatura de um novo contrato profissional e mais R$ 300.000,00 pela multa diária, originada da omissão em revelar o endereço do jogador.


Segundo o Dr. Amilton Gomes em entrevista ao programa Show do Esporte da Fm Princesa no último sábado, a equipe paranaense terá oito dias para se manifestar. Decorrido este prazo, o nobre advogado entrará imediatamente com o pedido de execução da sentença.
Caso a equipe do Paraná Clube não disponha de recursos financeiros para honrar com a dívida contraída, a Justiça procederá com os recursos que lhes são facultados, como penhora de patrimônio e bloqueio de rendas.


Em meio a tantas notícias ruins nos últimos tempos, o Itabaiana, através do competente e dedicado advogado Amilton Gomes, conseguiu esta vitória implacável que, a médio prazo, poderá dar uma sobrevida financeira a equipe serrana.





Parabéns Amilton Gomes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua opinião é livre.