segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Itabaiana vence o segundo clássico do ano com um gol de Paulinho Macaíba.



Pouco mais de 5.000 pessoas assistiram ontem no estádio Etelvino Mendonça em Itabaiana, mais uma vitória do time da casa, aliás, o Tricolor da Serra é a única equipe que venceu os clássicos (Confiança e Sergipe) nesta temporada.



Antes mesmo da bola rolar, a torcida tricolor já fazia a festa pelas as ruas da cidade, um presságio do que viria a acontecer ao final do apito de Wendell Oliveira, diga-se de passagem, com uma excelente arbitragem.


O técnico Leandro Campos (Itabaiana) não pôde contar com três importantes jogadores, Rafael Bahia, Igor e Lineker, os dois últimos por contusão. Com estas ausências, Leandro Campos optou pela formação com três volantes, dentre eles o itabaianense Geovânio, que fez sua estreia com a camisa tricolor.





Sem poder de criação, o Itabaiana finalizou apenas uma vez durante os primeiros quarenta e cinco minutos. O distanciamento entre os homens de meio e os de ataque continua sendo um desafio para os técnicos tricolores. Acontecia isto com Nadélio Rocha e continua acontecendo com Leandro Campos. Todavia, percebemos que o técnico tricolor, a todo instante sinalizava para que houvesse uma maior compactação entre meio de campo e ataque, sem sucesso.

É notório que o Itabaiana ainda carece de um jogador que faça essa aproximação. Segundo o Diretor de Futebol Adailton Sousa, este problema e mais alguns devem ser solucionados até a estreia da equipe serrana no hexagonal final da competição.





Pelos lados do Sergipe, vimos uma equipe totalmente desorganizada taticamente, que vivia apenas dos lampejos do atacantes Vitor Palito e Márcio Beija-flor, este último deixou o campo por contusão ainda na primeira etapa.


Para o segundo tempo, o técnico Leandro Campos promoveu a entrada de Branco em lugar de Geovânio e do veloz Patrick no lugar de Ribinha. A equipe até que criou algumas possibilidade reais de gol. Antes porém, aos 36 minutos, após uma jogada do lateral Ceará, o atacante Paulinho Macaíba recebeu a bola no interior da área, girou e de perna canhota marcou um belo gol; o único da partida e que consolidou a vitória da equipe serrana.
Leandro Campos ainda utilizou Renan no lugar de Ceará, que deixou o campo sentindo fortes dores no joelho.

Vale destacar também a participação de Rafael Paulista no jogo de ontem. O jogador vinha recebendo algumas críticas, mas ontem, o volante fez sua melhor partida com a camisa tricolor.




Com a vitória, o Tricolor da Serra chegou aos dezesseis pontos e, por enquanto, é o único time que venceu nos confrontos dos grandes. Final Itabaiana 1x0 Sergipe.


A equipe do técnico Leandro Campos jogou e venceu com:

Max, Ceará (Renan), Heverton, Alexandre e Zada; Gil Baiano, Rafael Paulista, Geovânio (Branco) e Ribinha (Patrick); Leonardo e Paulinho Macaíba.





O Itabaiana retorna aos treinamentos na tarde desta segunda-feira em preparação para o último compromisso desta fase classificatória, contra o Guarany, na escaldante Porto da Folha.

Para esse confronto, o técnico Leandro Campos terá à sua disposição a volta do Rafael Bahia que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, do meia Igor e, possivelmente, a estreia do atacante " El Tanque" Fabiano Amaro.
Em compensação não terá o capitão Gil Baiano que cumprirá suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo.




Sobre Lineker, ainda é uma incógnita, pois o jogador ainda não conseguiu completar uma partida inteira e, há quase um mês, reclama de uma contusão na parte posterior da coxa esquerda.




Já que - a exemplo de quase todas as equipes do futebol sergipano - não há no Itabaiana um departamento médico, seria prudente que se fizesse um esforço e realizasse nesse ótimo jogador exames específicos para saber se existe mesmo lesão e qual o grau de complexidade. 

No mais, é aguardar o desenrolar desta semana que promete mais algumas novidades no elenco tricolor.


Acompanhe mais algumas imagens por Juan Gabriel Valença:















Nenhum comentário:

Postar um comentário

A sua opinião é livre.